Site Oficial do Professor Cipriano Carlos Luckesi
 
         
   
 
 
 
 
 


 

Questão 11:

Faz sentido, no contexto da avaliação, servi-nos do termo "avaliação somativa"?


Resposta:
Cipriano Carlos Luckesi

O pesquisador que utilizou as denominações --- avaliação diagnóstica,
formativa e somativa --- foi Benjamin Bloom.

Por avaliação diagnóstica, ele compreendeu a investigação das razões dos fracassos
na prática educativa em qualquer momento do seu percurso (início, meio e
fim); por formativa, ele compreendeu a prática avaliativa realizada enquanto uma
atividade se executa; ela subsidiaria a "formação" (construção) dos
resultados; por avaliação somativa, ele compreendeu a avaliação final, que permite uma
certificação da atividade, expressando, de certa forma, sua validação (seria
um ajuizamento final sobre a atividade, tendo por base os seus resultados). No caso, do estudante individual, seria a sua aprovação frente aos resultados obtidos, por exemplo, numa prova final ou numa média final decorrente de várias de notas.

Para mim, qualquer prática avaliativa é diagnóstica, ocorra em que momento
for da ação, no sentido de que toda prática avaliativa tem dois pontos
básicos --- (1) investigar sobre o desempenho de alguma coisa, projeto, instituição ou pessoa (o que está ocorrendo e as razões pelas quais o que está ocorrendo, está ocorrendo), atribuindo-lhe uma qualidade, e, (2) em segundo lugar, proceder uma intervenção, tendo em vista o redirecionamento da ação, instituição ou pessoa (se necessário) e, conseqüentemente, a obtenção dos resultados colimados.

Se efetivamente construímos os resultados, ao longo de nossa ação, eles sempre
serão satisfatórios, na medida em que foram construídos. Assim sendo, os
resultados finais a que chegamos pela nossa ação serão os "somativos" (para
usar a linguagem de Bloom) e, conseqüentemente, base para uma nova ação.

Acredito que não seria necessário servir-nos do termo "avaliação
somativa" para expressar a qualidade dos resultados finais. A palavra
somativa, implica em "somar", o que dá a idéia de partes que se somam para
formar um todo. E, então, desse modo, voltamos a velha idéia das médias no
contexto dos exames escolares. Acredito que o termo "somativo", do modo como é
compreendido, tem a ver ainda com a tradição dos exames, ou seja, implica na necessidade de uma classificação final.

Pessoalmente, eu denominaria "resultados finais" de uma ação, mas não de "avaliação somativa". Esses resultados sempre serão positivos se efetivamente foram construídos como os resultados desejados.

 

 

 ©2005 - Todos os Direitos reservados a Cipriano Carlos Luckesi - Salvador/BA - contato@luckesi.com.br